Coleta-por-luz vs Coleta-por-voz | Como acelerar as operações de Picking

A transformação digital na manufactura pode ser atingida através da combinação eficaz de métodos tradicionais com novas tecnologias, incorporadas em cada passo do processo.

Controlo de Qualidade melhorado, aumento significativo da produtividade e um melhor produto final obtido com menores custos, sem ignorar o controlo ambiental, são benefícios típicos obtidos com a transformação digital, que influenciou todas as áreas da manufactura, promovendo vantagens significativas sobre a competição e o mercado em constante mudança.

As organizações que se atualizam através da transformação digital, são recompensadas de diversas formas. Existem benefícios de sustentabilidade a adicionar às recompensas financeiras e corporativas, tornando a transformação digital uma necessidade primordial para serem competitivas no longo termo. Isto é verdade para outras indústrias também.

Hoje partilhamos três novas tecnologias no contexto da transformação digital, os seus benefícios, e qual ou quais poderia se adaptar ao seu negócio.

O que é a tecnologia Pick-by-Voice (Coleta-por-Voz)?

Pick-by-voice technology presents the information from logistics to warehouse workers using normal language. This technology, also known as pick to voice or voice-directed storage, is paperless and eliminates the need for employees to engage with the system with their hands or eyes.

Os pickers (operadores de coleta) usam auriculares com microfones industriais. O microfone está ligado a um computador, via rádio, que suporta um programa de voz, que direcciona o picker para onde se deve dirigir, dentro do armazém, e que artigo deve recolher. O picker identifica um código, e o sistema valida a localização e o artigo através de software de reconhecimento de voz.

O programa de voz corrige o picker se a informação verbalizada estiver incorreta. As tecnologias possíveis integrar em aplicações dirigidas por voz incluem leitores de códigos de barra e identificadores RFID.

Será a técnica Pick-by-Voice ideal para o Seu Negócio?

A coleta por voz pode ser aplicada em armazéns de qualquer dimensão, mas é especialmente eficaz em armazéns de grande dimensão, com muitos artigos distintos, com SKU’s (stock keeping unit) e códigos de barra individuais.
 
Existe também a tecnologia Pick-by-Light (PBL), que faz uso de luzes de cores distintas associadas a pontos de indexação, permite igualmente dirigir um operador para o local correto de coleta, e pode apresentar benefícios de custo, nomeadamente em armazéns mais pequenos, ou segmentos específicos de uma operação maior. Dependendo da dinâmica e do layout assim o ROI pode ser mais favorável num caso ou noutro, porque os sistemas PBL podem tornar-se caros quando aplicados em grandes áreas.
 

Fora do ambiente de armazém, a coleta por voz pode ser usada em linhas de produção, e em lojas de atendimento. Numa loja de retalho, por exemplo, um picker pode usar auriculares para receber instruções e coletar componentes de uma encomenda, verificando cada artigo quando o localiza. Após coletar a lista desejada, o picker pode receber informação de onde deixar os artigos.

O que é a Tecnologia Pick-by-Light?

É uma tecnologia de execução de coletas que promove a produtividade do picker, garantindo fiabilidade na execução, eliminando erros, consequentemente permitindo custos menos dependentes dos recursos humanos. A técnica Pick-by-Light é única no sentido em que elimina o papel impresso, dependendo apenas de indicadores luminosos indexados aplicados aos locais de armazenagem, e guia os operadores através da sequência luminosa aplicada nos pontos indexados do armazém, aos métodos de coleta, seleção, ordenação e classificação, etc.

 

Dependendo do sistema podem existir ferramentas acessórias, como por exemplo botões de confirmação, e displays digitais informativos. Os operadores podem por exemplo registar funções básicas como alteração do tamanho do artigo coletado, ou ainda receber informação adicional como o número da encomenda, próximo passo, etc.

Existem três tipos de sistema baseados em indicadores de luz:

  1. Pick-by-Light: Cada posição indexada tem um indicador luminoso e um botão de confirmação.
  2. Multi-Light-System: Um botão de confirmação por posição indexada e um display dos vários locais indexados, por grupo.
  3. Put-to-Light: Neste caso estamos a separar e não a coletar. Pode ser aplicado quando após reunir vários artigos de várias encomendas num trolley p.ex., é necessário separar novamente os artigos para realizar a embalagem, no caso de encomendas distintas terem destinatários distintos.

Qual as Diferenças Entre Pick-by-Light e Put-to-Light?

Put-to-Light e Pick-by-Light são dinâmicas inversas: basta mudar a direção. Num caso os acessórios luminosos indicam o local para colocar artigos, no outro de onde coletar artigos. Num caso estou a separar artigos por encomenda, no outro caso estou a coletar artigos de várias encomendas numa otimização de rota.

Ambos os métodos são adequados para ambientes de armazenagem densos e com muita rotação, pois a produtividade do operador é melhorada de forma relevante através da identificação expedita do local, eliminando erros, assim como o ROI rápido.

Antes de implementar uma metodologia pick-by-light no seu armazém, considere o seguinte:

Novas contratações, mesma produtividade: Porque a atividade de muitos armazéns é sazonal, é necessário contratar staff temporário. O treino evolutivo da produtividade de novos colaboradores é extremamente facilitado com sistemas de auxilio visual, criando uma curva de aprendizagem rápida.

Número de SKU’s: O aumento de produtividade com a implementação de auxiliares visuais é proporcional ao volume de SKU’s a gerir.

Avaliação do Sistema Existente: Se a atual arquitetura é já produtiva e eficaz, pense duas vezes. O pick-by-light beneficia sistemas pouco produtivos (com muitos erros p.ex.) e onde pode contratar staff de baixos custos, e gerir a flutuação das necessidades.

Armazéns que são adequados: A conversão para sistemas com indexação luminosa pode ser bastante onerosa se tiver que substituir as estruturas físicas, para além de adicionar a componente pick-to-light. Antes de tomar uma decisão, realize estudos.

Qual é a Decisão Final para o Meu Negócio?

A quantidade de identificadores, quantidade de operadores, distância máxima entre locais de coleta, etc, tudo influencia qual o melhor método para a sua infraestrutura e atividade.

Outros fatores a considerar são o volume e a rotação de materiais no locais indexados, e a tolerância do seu cliente para entregas incorretas, ao que se junta:

  • a necessidade de tecnologias standard, para facilitar a comunicação entre dispositivos
  • a necessidade de experts IT internos
  • o custo de aquisição e manutenção
  • o retorno do investimento ROI

No entanto, a tecnologia Pick-by-Light tem tipicamente um custo inicial de investimento superior à Pick-by-Voice, derivado da aquisição e integração da infraestrutura visual, e eventual paragem na operação existente. É por isso muitas vezes aplicado num segmento do negócio e não no negócio como um todo.

You may also like

O que está mal com a cadeia global de fornecimento? A crise explicada

A crise da cadeia global de fornecimento atingiu inúmeras empresas, a sua ...

Read More

Tendências a observar em 2022 na Indústria Tech

Nos últimos 2 anos os nossos hábitos, ambientes de trabalho, as nossas ...

Read More

Leitores industriais que vestimos: como funcionam e porque é que fazem falta

Quando a Indústria 4.0 começou a dar os primeiros passos, ficou claro que a Era ...

Read More

Tecnologia IoT na Logística | A Nova Era da Internet das Coisas, e dos Transportes

A Logística é uma indústria complexa que pode beneficiar grandemente de ...

Read More

Como Inovar no seu Negócio, usando a Digitalização? Aqui ficam umas dicas…

A digitalização dos processos empresariais a par com o aumento das inovações ...

Read More